x

Press Releases: a opção de colocar itens como título, linha fina, links, imagem, vídeo etc.

3 portais é o mínimo que garantimos.

Lesões Médicas com Bisturi Elétrico se multiplicam no Brasil, número de processos judiciais também vem crescendo


O aparelho conhecido como ‘bisturi elétrico’ ou ‘bisturi eletrônico’ é uma ferramenta cirúrgica que utiliza correntes elétricas de alta frequência para cortar a pele e coagular tecidos. Amplamente utilizado em procedimentos cirúrgicos, estima-se que 85% de todas as cirurgias são feitas com auxílio desse aparelho.

 

Relatos de casos de acidentes com bisturi elétrico têm aumentado vertiginosamente nos últimos anos. Uma rápida busca no JusBrasil revela que o bisturi elétrico não está sendo usado da forma adequada, o que pode caracterizar imperícia ou negligência por parte da equipe médica.

 

Embora seja uma ferramenta segura, a incidência de lesões está crescendo nas cidades brasileiras. De acordo com Caroline Almeida, enfermeira da rede pública de saúde a 12 anos: “não é raro que profissionais da saúde deixem de seguir alguns protocolos básicos de segurança no manuseio dos bisturis elétricos. Muitas vezes esse descuido é alertado por outro profissional no centro cirúrgico evitando um acidente. Porém, em alguns casos acontecem queimaduras severas, em outros mais raros o paciente pode ir a óbito. É preciso muito cuidado e atenção ao lidar com o bisturi elétrico”.

 

Um caso famoso, noticiado pela Record em 2014, foi o da modelo Lorena Aires. Durante uma cirurgia de implante de silicone, Lorena teve sua perna queimada a partir de uma explosão no bisturi elétrico. Impedida de trabalhar e com dificuldades até para andar, a equipe médica foi condenada a pagar uma pensão vitalícia para o modelo.

 

A partir da sua própria experiência e especializações em Centro Cirúrgico e Materiais, a enfermeira Caroline Almeida tomou a iniciativa de instruir um grupo de colegas e trocar informações via grupos de WhatsApp nas horas vagas.

 

Ao perceber que poderia ajudar muitos outros profissionais, Caroline estudou afundo o tema e lançou o primeiro curso on-line do país em “Eletrocirurgia Avançada” no qual ensina todos os cuidados e peculiaridades do bisturi elétrico que podem auxiliar os profissionais de saúde a minimizar ao máximo os acidentes.