x

Press Releases: a opção de colocar itens como título, linha fina, links, imagem, vídeo etc.

3 portais é o mínimo que garantimos.

Nestlé reporta os resultados anuais de 2020


  • O crescimento orgânico atingiu 3,6%, com crescimento real (RIG) de 3,2% e variação de preços de 0,4%. O crescimento foi sustentado por um forte impulso nas Américas, Purina PetCare e Nestlé Health Science.
  • O câmbio reduziu as vendas em 7,9% devido à contínua valorização do franco suíço em relação à maioria das moedas. As alienações tiveram impacto negativo de 4,6%. Como resultado, as vendas totais reportadas diminuíram 8,9% para 84,3 bilhões de francos suíços (2019: 92,6 bilhões de francos suíços).
  • A margem de lucro operacional subjacente (UTOP) atingiu 17,7%, um aumento de 10 pontos-base na base reportada e 20 pontos-base nas moedas constantes. A margem de lucro operacional (TOP) aumentou 210 pontos-base para 16,9% na base reportada.
  • O lucro subjacente por ação aumentou 3,5% nas moedas constantes e diminuiu 4,5% na base reportada para 4,21 francos suíços. O lucro por ação permaneceu inalterado em 4,30 francos suíços na base reportada.
  • O fluxo de caixa livre foi de 10,2 bilhões de francos suíços.
  • O retorno sobre o capital investido aumentou 240 pontos-base para 14,7%.
  • O Conselho propõe um aumento de dividendos de 5 cêntimos para 2,75 francos suíços por ação, marcando 26 anos consecutivos de crescimento dos dividendos. No total, 14,5 bilhões de francos suíços foram devolvidos aos acionistas em 2020 por meio de uma combinação de dividendos e recompra de ações.
  • Progresso contínuo na gestão de portfólio. A Nestlé alienou os negócios de leite de amendoim e mingau de arroz enlatado Yinlu na China e concordou em vender suas marcas regionais de água mineral, os negócios de água purificada e o serviço de entrega de bebidas nos EUA e Canadá. A rotação de portfólio desde 2017 já atingiu cerca de 18% das vendas totais de 2017.
  • Perspectiva para 2021: aumento contínuo do crescimento orgânico das vendas à taxa de um dígito. Margem de lucro operacional subjacente com melhoria moderada e contínua. Espera-se um aumento do lucro básico por ação nas moedas constantes e a eficiência do capital.
  • Perspectiva semestral: crescimento orgânico de vendas de um dígito sustentado. Melhoria moderada e contínua da margem de lucro operacional subjacente. Alocação de capital prudente e contínua e melhoria da eficiência de capital.

Mark Schneider, CEO da Nestlé, comentou: “2020 foi um ano de dificuldades para muitos, mas que me inspirou imensamente pela forma como nos aproximou. Quero agradecer aos nossos colaboradores e parceiros - dos agricultores aos varejistas - que trabalharam conosco para garantir o fornecimento de alimentos e bebidas às comunidades em todo o mundo.
Neste ambiente sem precedentes, alcançamos nosso terceiro ano consecutivo de melhoria no crescimento orgânico, rentabilidade e retorno sobre o capital investido.

A pandemia global não nos atrasou. Nossa experiência em nutrição, habilidades digitais, estrutura descentralizada e mecanismos de inovação nos permitiram uma adaptação rápida às mudanças de comportamento e tendências do consumidor. Avançamos na transformação de nosso portfólio, continuamos a transformar a Nestlé Health Science em uma potência em nutrição e expandimos nossa presença nos negócios diretos ao consumidor.

Ao mesmo tempo, mantivemos o foco na sustentabilidade e traçamos nosso caminho para atingir as emissões líquidas zero de gases de efeito estufa até 2050. Esperamos que essa jornada apoie o nosso crescimento futuro e seja neutra em relação aos lucros - ela gerará valor para a sociedade e nossos acionistas.

Olhando para 2021, esperamos uma melhoria contínua no crescimento orgânico, lucratividade e eficiência de capital em linha com nosso modelo de criação de valor.”

Vendas do Grupo

O crescimento orgânico atingiu 3,6% em 2020, o maior nível dos últimos cinco anos. O crescimento real (RIG) acelerou para 3,2%. A variação de preços contribuiu com 0,4% e melhorou durante o ano, principalmente nos mercados emergentes.

O crescimento foi baseado no forte impulso na Zona Américas e no desenvolvimento robusto de vendas na Zona EMENA. A Zona AOA teve um crescimento positivo. O crescimento orgânico nos mercados desenvolvidos foi sólido, chegando a 3,8%. O crescimento nos mercados emergentes melhorou durante o ano e atingiu 3,4%.

Por categoria de produto, o maior contribuidor para o crescimento foi Purina PetCare e suas marcas premium Purina Pro Plan, Purina ONE e Felix. Os lácteos tiveram alto crescimento de um dígito, baseado no aumento da demanda por produtos de panificação e leites fortificados a preços acessíveis. Cafés registrou crescimento de um dígito, impulsionado pela forte demanda do consumidor por produtos Starbucks, Nespresso e Nescafé. As vendas dos produtos Starbucks atingiram 2,7 bilhões de francos suíços, gerando vendas incrementais de mais de 400 milhões de francos suíços em 2020. Pratos prontos e produtos culinários registraram crescimento de um dígito, com forte impulso na maioria das categorias durante os lockdowns. As ofertas de alimentos vegetarianos e vegetais continuaram a apresentar forte crescimento de dois dígitos, apesar da redução da demanda nos canais fora do lar devido à pandemia. As vendas na Nestlé Health Science cresceram à taxa de dois dígitos, refletindo a maior demanda por produtos de suporte à saúde e ao sistema imunológico. O crescimento em confeitos foi ligeiramente negativo, com redução da demanda por produtos comprados por impulso e brindes. A Nestlé Waters reportou redução nas vendas devido à sua alta exposição aos canais fora do lar.

Os desinvestimentos diminuíram as vendas em 4,6%, relacionados principalmente com a venda da Nestlé Skin Health, do negócio de sorvetes dos EUA e do negócio de charcutaria Herta. O câmbio reduziu as vendas em 7,9%, refletindo a contínua valorização do franco suíço em relação à maioria das moedas. As vendas totais reportadas diminuíram 8,9%, para 84,3 bilhões de francos suíços.

Impacto comercial do COVID-19

Os efeitos do COVID-19 no crescimento orgânico do Grupo variaram por categoria de produto e canal de vendas:

  • Categorias de produtos: A demanda por consumo doméstico, marcas confiáveis e produtos com benefícios nutricionais foi forte. Purina PetCare, laticínios, cafés em casa e Nestlé Health Science reportaram crescimento robusto. As vendas de confeitos e águas caíram, refletindo a elevada exposição aos canais fora do lar e ao consumo em trânsito.
  • Canais de vendas: as vendas no varejo registraram alto crescimento orgânico de um dígito, refletindo a elevada demanda pelo consumo doméstico. As vendas nos canais fora do lar diminuíram significativamente.

As vendas no e-commerce cresceram 48,4%, atingindo 12,8% das vendas totais do Grupo. Cafés, Purina PetCare e Nutrition & Health Science foram os principais contribuidores do crescimento, com forte impulso em todas as outras categorias.

Em 2020, os custos incrementais relacionados com o COVID-19 foram de 420 milhões de francos suíços, incluindo as despesas com bônus pagos aos colaboradores da linha de frente, protocolos de segurança dos colaboradores, doações e outros benefícios para colaboradores e clientes. Cerca de 260 milhões de francos suíços desses custos impactaram o lucro operacional subjacente, parcialmente compensado por economias como despesas de viagem. Além disso, o Grupo absorveu custos de 170 milhões de francos suíços relacionados com pessoal e instalações que ficaram ociosos devido a medidas de lockdown. Os custos gerais relacionados ao COVID-19 caíram na segunda metade do ano, à medida que as restrições de movimento diminuíram.

Lucro operacional subjacente

O lucro operacional subjacente diminuiu 8,3%, para 14,9 bilhões de francos suíços. A margem de lucro operacional subjacente atingiu 17,7%, um aumento de 20 pontos-base nas moedas constantes e 10 pontos-base na base reportada.

A expansão da margem foi sustentada por reduções de custos estruturais, gestão de portfólio e despesas de marketing voltadas para o consumidor ligeiramente menores, que compensaram amplamente a inflação das commodities e os custos relacionados ao COVID-19. No segundo semestre do ano, as despesas de marketing voltadas para o consumidor1 voltaram a um nível normal e aumentaram em comparação com o mesmo período de 2019.

As despesas de reestruturação e outros itens líquidos diminuíram 1.916 milhões de francos suíços para 670 milhões de francos suíços, refletindo menores perdas de ativos e atrasos relacionados ao COVID-19 nos programas de reestruturação. Como resultado, o lucro operacional aumentou 4,1% para 14,2 bilhões de francos suíços. A margem de lucro operacional atingiu 16,9%, um aumento de 220 pontos-base nas moedas constantes e 210 pontos-base na base reportada.

Despesas Financeiras Líquidas e Imposto de Renda

As despesas financeiras líquidas caíram 14,0% para 874 milhões de francos suíços, refletindo uma redução na dívida líquida média e um menor custo da dívida.

O Grupo reportou aumento da alíquota tributária de 320 pontos-base para 24,2% devido a itens excepcionais em 2019, inclusive a alienação da Nestlé Skin Health. A alíquota tributária subjacente caiu 50 pontos-base para 21,1%, devido principalmente à evolução do mix geográfico e dos negócios.

Lucro líquido e lucro por ação

O lucro líquido diminuiu 3,0% para 12,2 bilhões de francos suíços. A margem de lucro líquido aumentou 90 pontos-base para 14,5%, devido a itens não recorrentes relacionados com ganhos em alienações, imparidades de ativos, custos de reestruturação e reavaliação de investimentos de capital.

O lucro básico por ação aumentou 3,5% nas moedas constantes e diminuiu 4,5% na base reportada para 4,21 francos suíços. O lucro por ação permaneceu inalterado em 4,30 francos suíços na base reportada. As alienações tiveram um impacto negativo de 3,5%. O programa de recompra de ações da Nestlé contribuiu com 1,4% para o aumento do lucro subjacente por ação, líquido de custos financeiros.

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa livre diminuiu de 11,9 bilhões de francos suíços para 10,2 bilhões de francos suíços. A redução deveu-se principalmente à valorização do franco suíço em relação à maioria das moedas e ao impacto das alienações. A margem de fluxo de caixa livre diminuiu 80 pontos-base para 12,1%. O fluxo de caixa livre deve permanecer em torno de 12% das vendas.

O capital de giro2 diminuiu 60 pontos-base para 0,0% das vendas, marcando 9 anos consecutivos de melhoria. Essa redução ocorreu mesmo com o aumento substancial dos níveis de estoque da empresa para atender à demanda relacionada com o COVID-19.

Dividendo

Na Assembleia Geral Ordinária de 15 de abril de 2021, o Conselho de Administração proporá um dividendo de 2,75 francos suíços por ação, um aumento de 5 cêntimos. Se aprovado, este será o 26º aumento de dividendos anuais consecutivo da empresa. A empresa manteve ou aumentou seus dividendos em francos suíços nos últimos 61 anos. A Nestlé está empenhada em manter esta prática de longa data de aumentar os dividendos em francos suíços todos os anos.

O último dia de negociação com direito ao recebimento do dividendo será 16 de abril de 2021. O dividendo líquido será pago a partir de 21 de abril de 2021.

Os acionistas registrados no livro de registro de ações com direito a voto em 8 de abril de 2021 às 12h00 (CEST) terão o direito de exercer o seu direito de voto.

Programa de recompra de ações

Em 2020, o Grupo recomprou 6,8 bilhões de francos suíços de ações da Nestlé como parte do programa de recompra de ações de 20 bilhões de francos suíços de três anos que começou em janeiro de 2020.

Dívida líquida

A dívida líquida aumentou para 31,3 bilhões de francos suíços em 31 de dezembro de 2020, em comparação com 27,1 bilhões de francos suíços no final de 2019. O aumento refletiu em grande parte as recompras de ações no valor de 6,8 bilhões de francos suíços concluído em 2020.

Retorno sobre o capital investido (ROIC)

O ROIC do Grupo aumentou 240 pontos básicos para 14,7%, como resultado da alocação de capital disciplinada e melhor desempenho operacional.

Gestão de Portfólio

A Nestlé concluiu aquisições e desinvestimentos com um valor total de cerca de 8,4 bilhões de francos suíços em 2020.

  • Desinvestimentos: Em janeiro, a Nestlé concluiu a venda de seu negócio de sorvetes nos EUA por US$ 4 bilhões para a Froneri. Em junho, o Grupo fechou a venda de 60% do negócio de charcutaria Herta para a Casa Tarradellas. Em 31 de dezembro de 2020, a Nestlé concluiu a venda dos negócios de leite de amendoim e mingau de arroz em lata Yinlu na China para a Food Wise Co., Ltd.
  • Aquisições: Em abril, a Nestlé concluiu a aquisição da Lily's Kitchen, empresa de ração natural premium para pets. A Nestlé também expandiu sua presença em serviços de entrega de refeições direto ao consumidor por meio da aquisição da Freshly nos Estados Unidos em novembro e da compra da participação majoritária na Mindful Chef no Reino Unido em dezembro.

A Nestlé Health Science continua a desenvolver sua presença e liderança no campo da ciência nutricional. O Grupo concluiu a compra do negócio Zenpep em maio, a aquisição da participação majoritária na Vital Proteins em julho e a compra da Aimmune Therapeutics em outubro.

Em 17 de fevereiro de 2021, a Nestlé anunciou que havia chegado a um acordo para vender suas marcas regionais de água mineral, os negócios de água purificada e serviço de entrega de bebidas nos EUA e Canadá para a One Rock Capital Partners, em parceria com a Metropoulos & Co. por US$ 4,3 bilhão. A transação deverá ser finalizada na primavera de 2021.

Zona Américas (AMS)

  • 4,8% de crescimento orgânico: 4,1% crescimento real (RIG); 0,7% de variação de preços.
  • A América do Norte teve crescimento orgânico de um dígito, com RIG forte e variação de preços negativa.
  • A América Latina atingiu alto crescimento orgânico de um dígito, com RIG e variação de preços positivos.
  • A margem de lucro operacional subjacente aumentou 40 pontos-base para 20,5%.

O crescimento orgânico foi de 4,8%, com crescimento real robusto de 4,1% e variação de preços de 0,7%. Os desinvestimentos reduziram as vendas em 5,0%, relacionados principalmente com o desinvestimento do negócio de sorvetes nos EUA. O câmbio teve impacto negativo de 9,9%, refletindo uma ampla depreciação das moedas em relação ao franco suíço. As vendas reportadas na Zona AMS diminuíram 10,1% para 34,0 bilhões de francos suíços.

A América do Norte registrou crescimento orgânico de um dígito, com crescimento real forte na maioria das categorias de produtos. O maior contribuidor de crescimento foi Purina PetCare, que teve forte impulso no e-commerce. Suas marcas com base científica e premium Purina Pro Plan, Purina ONE e Fancy Feast cresceram à taxa de dois dígitos. As bebidas, incluindo produtos Starbucks, Coffee mate e Nescafé, apresentaram crescimento de dois dígitos, sustentando por um forte pipeline de inovação. Os alimentos congelados reportaram alto crescimento de um dígito, liderado por Stouffer’s, DiGiorno e Hot Pockets. Produtos de panificação, incluindo Toll House e Carnation, apresentaram elevada demanda do consumidor. A linha de alimentos infantis Gerber apresentou crescimento positivo baseado no forte desenvolvimento das vendas no e-commerce e da linha orgânica. Nestlé Water e Nestlé Professional reportaram queda nas vendas, refletindo a redução da demanda nos canais fora do lar durante os lockdowns.

A América Latina apresentou alto crescimento orgânico de um dígito, com contribuições positivas em todas as regiões e na maioria das categorias de produtos. O Brasil registrou crescimento de dois dígitos com forte demanda ampliada, especialmente para Ninho, NAN e Nescafé. O crescimento no Chile atingiu a taxa de dois dígitos, liderado por laticínios, confeitos e sorvetes. O México teve crescimento de um dígito sustentado por La Lechera e Nescafé. Por categoria de produto, laticínios, Purina PetCare, cafés e produtos culinários registraram crescimento de dois dígitos. Liderado pelo Brasil, confeitos registrou crescimento positivo, atingindo uma alta taxa de um dígito no segundo semestre. As vendas de Nestlé Professional diminuíram, com o crescimento ficando quase estável no quarto trimestre, liderado por negócios de entrega e produtos para consumo em trânsito.

A margem de lucro operacional subjacente da Zona aumentou 40 pontos-base. Alavancagem operacional, gestão de portfólio e reduções de custos estruturais compensaram amplamente a inflação das commodities e os custos relacionados com o COVID-19.

Zona Europa, Oriente Médio e Norte da África (EMENA)

  • 2,9% de crescimento orgânico: 3,3% de crescimento real (RIG); -0,4% de variação de preços.
  • A Europa Ocidental teve baixo crescimento orgânico de um dígito com RIG sólido, parcialmente contrabalançado por variação de preços negativa.
  • A Europa Central e Oriental reportaram crescimento orgânico de um dígito, com RIG forte e variação de preços negativa.
  • Oriente Médio e Norte da África registraram baixo crescimento orgânico de um dígito, totalmente impulsionado pela variação de preços.
  • A margem de lucro operacional de negociação subjacente cresceu 50 pontos-base para 18,6%.

O crescimento orgânico atingiu 2,9%, com crescimento real robusto de 3,3% sustentado por um mix favorável. A variação de preços diminuiu 0,4%. As alienações reduziram as vendas em 2,1%, relacionadas principalmente com a alienação de 60% do negócio de charcutaria Herta. O câmbio impactou negativamente as vendas em 6,6%. As vendas reportadas na Zona EMENA diminuíram 5,8% para 20,2 bilhões de francos suíços.

A Zona EMENA registrou o melhor crescimento orgânico dos últimos cinco anos. Todas as regiões tiveram crescimento positivo ampliado, com forte impulso na Rússia, Alemanha, Reino Unido e Israel. A Zona continuou a registrar ganhos de participação de mercado, liderados por alimentos para pets, café em porções individuais e solúvel, bem como produtos vegetarianos e vegetais.

Por categoria de produto, cafés, Purina PetCare e produtos culinários foram os maiores contribuidores do crescimento. Cafés foi sustentado pela forte demanda por produtos Nescafé e Starbucks. Purina PetCare reportou uma dinâmica sustentada apoiada por marcas premium, inovação de sucesso e forte demanda no e-commerce e nos canais especializados. Felix, Purina Pro Plan, Tails.com e a recém-adquirida Lily’s Kitchen cresceram a uma forte taxa de dois dígitos. Produtos culinários apresentou demanda elevada do consumidor em todos os segmentos, especialmente Maggi e produtos vegetais. Garden Gourmet reportou crescimento de quase 60%, apoiado por lançamentos de novos produtos e expansão contínua da distribuição em seus 20 mercados. Nutrição infantil registrou crescimento positivo sustentado pela Rússia e pelo Oriente Médio. O crescimento em confeitos foi quase estável, já que o aumento da demanda por produtos de panificação e tabletes foi contrabalançado pela queda nas vendas de produtos comprados por impulso e presentes. A Nestlé Water aumentou sua participação de mercado, mas registou crescimento negativo devido à diminuição das vendas nos canais fora do lar. A Nestlé Professional apresentou queda significativa nas vendas.

A margem de lucro operacional subjacente da Zona aumentou 50 pontos-base. As despesas de marketing voltadas para o consumidor mais baixas, reduções de custos estruturais e a gestão de portfólio compensaram os custos relacionados com o COVID-19.

Zona da Ásia, Oceania e África Subsaariana (AOA)

  • 0,5% de crescimento orgânico: crescimento real (RIG) estável; 0,5% de variação de preços.
  • A China registrou queda de um dígito no crescimento orgânico, com RIG negativo e variação de preços ligeiramente negativa.
  • O Sudeste Asiático teve baixo crescimento orgânico de um dígito, com RIG e variação de preços positivos.
  • O Sul da Ásia relatou um crescimento orgânico de um dígito, com RIG e variação de preços positivos.
  • A África Subsaariana registrou crescimento orgânico de dois dígitos, liderado por forte RIG e variação de preços positiva.
  • Japão, Coréia do Sul e Oceania combinados tiveram um crescimento orgânico praticamente estável. O RIG positivo foi contrabalançado pela variação de preços negativa.
  • A margem de lucro operacional subjacente diminuiu 30 pontos-base para 22,2%.

O crescimento orgânico foi de 0,5%, com crescimento real estável e variação de preços de 0,5%. As alienações tiveram impacto negativo de 0,1%. O câmbio reduziu as vendas em 6,7%. As vendas reportadas na Zona AOA diminuíram 6,3% para 20,7 bilhões de francos suíços.

A Zona AOA reportou crescimento orgânico positivo. O declínio nas vendas na China foi mais do que compensado pelo crescimento orgânico de um dígito nas outras regiões.

A China reportou crescimento negativo devido à época do Ano Novo Chinês, queda nos canais fora do lar e estoque limitado do consumidor durante os lockdowns. Cafés registrou alto crescimento de um dígito, sustentado pelo forte impulso no e-commerce para produtos Nescafé e Starbucks. Produtos culinários e sorvetes apresentaram crescimento de um dígito. Os laticínios de prateleira tiveram crescimento positivo, liderado por produtos de panificação e ofertas nutricionais para adultos. As vendas de fórmulas infantis diminuíram, com melhora no segundo semestre. O desenvolvimento positivo das vendas de NAN foi amplamente contrabalançado pelo crescimento negativo de S-26 e Illuma. O lançamento da marca Belsol produzida localmente progrediu bem. Os cereais infantis tiveram crescimento de dois dígitos. As vendas do Purina PetCare cresceram a uma forte taxa de dois dígitos sustentadas por Purina Pro Plan e o lançamento de produtos veterinários. A Nestlé Professional reportou queda nas vendas, com o crescimento melhorando para quase estável no quarto trimestre.

O Sudeste Asiático registrou baixo crescimento de um dígito. As vendas nas Filipinas e na Indonésia cresceram à alta taxa de um dígito, lideradas pelo aumento da demanda do consumidor por Bear Brand e Milo. Outros mercados do Sudeste Asiático foram impactados por quedas nas vendas nos canais fora do lar. O Sul da Ásia continuou a apresentar bom desempenho, com alto crescimento de um dígito na Índia e um retorno ao crescimento positivo no Paquistão. Na Índia, Maggi, Nescafé e KitKat apresentaram crescimento robusto e as vendas no e-commerce tiveram impulso sustentado. As vendas na África Subsaariana cresceram à taxa de dois dígitos, refletindo o forte desenvolvimento das vendas na maioria dos países e categorias. A Oceania registrou crescimento robusto ampliado, liderado por Purina Pet Care, cafés e confeitos. As vendas na Coreia do Sul cresceram à forte taxa de dois dígitos, impulsionadas por cafés. O Japão teve queda nas vendas, com melhora no segunda semestre lideradas por cafés. As vendas de KitKat no Japão foram impactadas negativamente pela redução da entrada de turistas.

Por categoria de produto, os maiores contribuidores para o crescimento foram laticínios, produtos culinários e cafés. Em cafés, a demanda por produtos Starbucks continuou forte. Fora da China, Nutrição Infantil teve crescimento de um dígito, liderado pelo Sul da Ásia, África Subsaariana e Indonésia. A Nestlé Professional apresentou crescimento negativo, com melhora no desenvolvimento das vendas na China no segundo semestre.

A margem de lucro operacional subjacente da Zona diminuiu 30 pontos-base. A inflação das commodities e os custos relacionados com o COVID-19 superaram as despesas de marketing voltadas para o consumidor mais baixas.

Outros Negócios

  • 7,9% de crescimento orgânico: 7,3% de crescimento real (RIG); 0,6% de variação de preços.
  • Nespresso reportou crescimento orgânico de 7,0%, com forte RIG e variação de preços positiva.
  • Nestlé Health Science teve crescimento orgânico de 12,2%, totalmente impulsionado pelo RIG.
  • A margem de lucro operacional subjacente de Outros Negócios aumentou 90 pontos-base para 19,6%.

O crescimento orgânico de 7,9% foi baseado no forte crescimento real de 7,3% e variação de preços de 0,6%. Os desinvestimentos reduziram as vendas em 17,6%, devido ao desinvestimento da Nestlé Skin Health. O câmbio impactou negativamente as vendas em 6,3%. As vendas reportadas em Outros Negócios diminuíram 16,0% para 9,4 bilhões de francos suíços.

As vendas da Nespresso alcançaram 5,9 bilhões de francos suíços, com o crescimento orgânico acelerando para 7,0%, o nível mais alto dos últimos seis anos. O e-commerce e o sistema Vertuo tiveram forte crescimento de dois dígitos, mais do que compensando as quedas nas vendas nos canais fora do lar.

O crescimento também foi apoiado por inovações como Reviving Origins, produtos de edição limitada e o lançamento do primeiro café orgânico de Nespresso. Por geografia, as Zonas Américas e AOA registraram crescimento de dois dígitos. A América do Norte continuou a apresentar ganhos de participação de mercado, com os Estados Unidos se tornando o maior mercado da Nespresso. Na Europa, a queda nas vendas nos canais fora do lar foi parcialmente compensada pelo crescimento de um dígito no negócio em casa.

As vendas de Nestlé Health Science alcançaram 3,3 bilhões de francos suíços, com o crescimento orgânico acelerando para 12,2%. O crescimento foi sustentado pela alta demanda por produtos que apoiam a saúde e a imunidade. Em Produtos para o Cuidado do Consumidor, Garden of Life e Pure Encapsulations foram os maiores contribuidores para o crescimento, com forte impulso contínuo no e-commerce. A recente aquisição Vital Proteins, a marca líder em produtos de colágeno na América, teve forte crescimento. Produtos para o envelhecimento saudável registraram crescimento de dois dígitos, refletindo as inovações bem-sucedidas de Boost na América do Norte e Nutren no Brasil. Persona, o negócio de vitaminas personalizadas por assinatura, mais do que triplicou suas vendas. A nutrição médica registrou crescimento elevado de um dígito, liderado por produtos para alergias alimentares pediátricas e de cuidados médicos para adultos.

A margem de lucro operacional subjacente de Outros Negócios aumentou 90 pontos-base, com base na alavancagem operacional e nas reduções de custos estruturais.

Nespresso e Nestlé Health Science serão reportadas como segmentos operacionais independentes nas contas publicadas da Nestlé a partir de 2021. Essa mudança reflete o aumento de sua contribuição financeira e proporciona maior transparência sobre seu desempenho.

Os negócios como uma força do bem: tornando o leite mais amigável para o clima

A agricultura é responsável por quase dois terços das emissões totais de gases de efeito estufa da Nestlé, com laticínios e pecuária respondendo por cerca de metade disso. No entanto, o leite é uma excelente fonte de nutrientes e uma das nossas principais matérias-primas. Reduzir significativamente a pegada de carbono dos laticínios é, portanto, uma obrigação. Estamos trabalhando junto com nossos inúmeros parceiros para definir soluções inovadoras. Em particular, em mercados de laticínios tradicionais, como Nova Zelândia, EUA, Suíça e Irlanda, estamos vendo progresso significativo.

Se você não pode medir, não consegue gerenciar. Começamos conhecendo as emissões das fazendas individuais. A Nestlé usa a Cool Farm Tool, uma ferramenta de terceiros amplamente aceita para trabalhar com nossos fornecedores para calcular suas emissões. Os dados primários específicos que essa ferramenta fornece nos permitem agrupar milhares de fazendas de fornecedores diferentes em clusters com características semelhantes, que servem como base para definir soluções e medir seu impacto. E, à medida que mais e mais empresas usam essa ferramenta, ela proporc