Comer bem e se manter saudável no inverno? Sim, é possível!

Gastronomia

  • Postado dia 26 de Junho de 2017

Nutricionista orienta quais produtos consumir nesta época do ano sem prejudicar a saúde; Consumo de chás, produtos saudáveis e chocolates são as apostas do Covabra para aumentar em 15% as vendas no inverno

 
Inverno chegando, temperaturas baixas e um hábito comum entre todos se intensifica nesse período: comer bem. Durante essa época, estamos propensos a procurar comidas que satisfaçam e que aqueçam todo o corpo. Chás, chocolate quente, bolos, caldos e sopas estão entre os alimentos mais consumidos pelo público durante a estação. Porém é preciso ter cuidado com o que consumimos para evitar problemas de saúde futuros, como aumento no colesterol e o ganho de peso inesperado. “É possível comer bem e comer de tudo no inverno, basta ter equilíbrio entre as refeições e o tipo de alimento que consumir. Hoje a variedade de produtos saudáveis é grande e podemos nos saciar com bastante saúde”, afirma a nutricionista Maria Fernanda Perez Kawabata.
 
Pensando em entregar ao consumidor uma grande variedade de produtos indicados para o inverno, a Rede Covabra de Supermercados disponibiliza em suas unidades linhas completas de chás, chocolates, cacau em pó, queijos e vinhos, com adegas climatizadas e sommeliers (nas lojas de Jundiaí, Limeira e Vila Nova, em Campinas), que podem auxiliar o consumidor em suas escolhas de compra. “Temos disponíveis cacau em pó sem açúcar, açúcar mascavo, cookies integrais diet e sem glúten, chocolates 70%, 75 % ou 85% cacau, chocolates sem lactose e chás diversos para o público escolher. Preparamos nossas prateleiras para conseguir atender a demanda do consumidor, que hoje busca ser mais saudável em sua alimentação”, afirma Jackson Novais, comprador do setor de mercearia do Covabra. Para este ano, Novais relara que a rede pretende crescer 15% nas vendas durante o inverno. 
 
A nutricionista Maria Fernanda Kawabata afirma que a escolha do produto para consumir no inverno ajuda a conquistar diversos benefícios ao corpo e à saúde. “Alinhar um chá com um biscoito integral já é positivo para o consumidor: as propriedades medicinais da bebida, a sua temperatura aquecida e o acompanhamento de um alimento com baixo teor de sódio e açúcar podem saciar tranquilamente sem ter aquela sensação de estufamento, comum quando nos alimentamos com itens mais pesados” explica.
 
Maria Fernanda ressalta também que vinhos e queijos também são bons aliados da saúde durante o inverno, desde que consumidos com moderação. “É muito tradicional tomarmos um vinho e acompanhado de um queijo especial. Os queijos mais procurados nesta época são parmesão, gorgonzola, gouda e brie, devido a sua fácil harmonização com os vinhos e por serem frequentemente utilizados para fazer fondue, mas é preciso lembrar que os queijos são em geral alimentos calóricos, portanto precisam ser consumidos com moderação”, afirmou. “Geralmente os queijos mais amarelos são os mais gordos, enquanto os brancos mais magros. Então é mais indicado optar pelo consumo de queijos como o minas light, o cottage e até a ricota, mas claro, é possível consumir outra variedade, desde que com uma frequência reduzida e em pouca quantidade, para não ter o problema do sobrepeso. Nessa época do ano, com as baixas temperaturas, o nosso corpo gasta mais energia para manter a temperatura e por isso temos um apetite aumentado. Naturalmente buscamos alimentos mais calóricos como caldos mais encorpados, carnes mais gordas. Mas é preciso equilibrar as escolhas e evitar os excessos. Então é possível comer um fondue de queijo ou chocolate, mas em pouca frequência e pequena quantidade”, esclarece. 
 
Já sobre outra estrela da estação, o chocolate, a nutricionista esclarece que já há no mercado opções que agradam aos paladares do consumidor sem prejudicar a saúde. “Hoje já é possível encontrar opções bem bacanas de chocolates mais saudáveis, com maior teor de cacau e menos açúcar, e até sem açúcar. Há marcas diferenciadas inclusive com adição de proteínas e óleo de coco em sua composição e que vão trazer benefícios à saúde.”, completou a nutricionista. 
 
O calor confortante do chá e os benefícios para a saúde
 
Entre os chás, a especialista ressalta que há muitas opções saborosas e com propriedades terapêuticas, que auxiliam a combater as doenças típicas da estação. O chá verde, por exemplo, traz antioxidantes e cafeína, contribuindo para acelerar o metabolismo, elevando a temperatura corporal e atenuando alguns dos sintomas da gripe e dos resfriados. Já, o chá de hibisco é diurético, mas também é rico em vitaminas e minerais que são essenciais para prevenção das gripes. “O chá de hortelã também tem uma função mais digestiva, ajuda a combater gases, algumas distensões abdominais, como cólicas ou dores, que no frio ocorrem um pouco mais e ele associado com pimenta também tem alguns princípios de combate à congestão nasal”, afirmou Fernanda. “O chá de gengibre também é outra excelente pedida, pois é rico em antioxidantes e ajuda na imunidade e que associado ao limão e mel, também ajuda a atenuar os sintomas da gripe; e o chá de canela, que ajuda a controlar a glicemia, e faz com que a gente tenha um pouco menos de vontade de comer doce e carboidratos, o que nessa época do ano é uma ótima opção”, completou.

Fonte: Da redação (pressreleases.com.br), com Alfapress

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia