Colégio explora novas habilidades dos alunos com oficinas tecnológicas

Educação

  • Segundo Eduardo Zamborlini, coordenador de mídias digitais e tecnologias do Colégio Singular, ao utilizar o material Lego os alunos aliarão a tecnologia ao lúdico, aprenderão sobre Matemática, conceitos de Física e até habilidades de Engenharia serão discretamente desenvolvidas.
  • Postado dia 24 de Janeiro de 2017

Diante das novas habilidades e perfil das crianças atuais, o Colégio Singular promete para 2017 algumas novidades que estarão voltadas para o Ensino Fundamental I, reforçando ainda mais o ensino de qualidade. A primeira inovação está ligada diretamente aos alunos do 1º ano, que são as Oficinas de Tecnologias Aplicadas, as quais ganham suporte do material Lego Educacional, que proporcionará habilidades básicas, raciocínio, consciência de proporções e padrões.
 
Segundo Eduardo Zamborlini, coordenador de mídias digitais e tecnologias do Colégio Singular, ao utilizar o material Lego os alunos aliarão a tecnologia ao lúdico, aprenderão sobre Matemática, conceitos de Física e até habilidades de Engenharia serão discretamente desenvolvidas. “Quando uma criança constrói algo ela também aprende a resolver problemas, a considerar situações, desenvolver as habilidades motoras e a capacidade de seguir instruções”, ressalta.
 
Planejamento e organização são outros benefícios, já que os alunos precisarão ter um plano antes de iniciar um projeto, além de estruturar e organizar as ideias. O desenvolvimento da criatividade é o maior benefício do aprendizado com Lego. “As oficinas contarão com aulas bastante dinâmicas e divertidas, com professores especializados formados pela Lego e parceiros. Os alunos terão à disposição kits completos com milhares de peças para o desenvolvimento dos projetos”, lembra Zamborlini.
 
A ideia das oficinas no Singular surgiu a partir da necessidade de levar os alunos, desde pequenos, a terem contato com o construir, o fazer, solucionar problemas e desenvolver a lógica. “A nossa proposta é tirar os estudantes um pouco das telas nas aulas de tecnologias, e levá-los às experiências reais”, explica o professor.
 
Outra novidade são as oficinas de Engenhocas Geniais, voltadas para os alunos a partir do 2º ano do Ensino Fundamental e que terá continuidade no Ensino Médio. Os projetos envolverão mecânica, elétrica, eletrônica, química entre outras disciplinas e serão baseadas nas aulas de Mecatrônica que estão na grade curricular.
 
A intenção desse projeto é criar projetos com materiais simples e reciclados com propostas sustentáveis, sempre visando facilitar uma tarefa do dia a dia, como alarmes domésticos, robôs, portas automáticas, sistemas de iluminação, entre outros.
 
As Engenhocas Geniais será uma mistura de Engenharia com diversão e descobertas, pois os alunos receberão kits com motores, leds, pilhas, suportes, fios, colas especiais, entre outros itens e o professor lançará uma necessidade onde serão desenvolvidos equipamentos para solucionar a questão. Vale ressaltar que a opção será sempre por materiais alternativos. As oficinas acontecerão no período oposto das aulas e ministradas por professores da disciplina de Mecatrônica e acompanhados por ficha de estudos.

Fonte: MP & Rossi Comunicações.

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia