Rodoviários do Distrito Federal encerram greve de três dias

  • Postado dia 10 de Junho de 2015

Após três dias de paralisação, os rodoviários do Distrito Federal decidiram, há pouco, retornar ao trabalho. A categoria fechou um acordo com empresários do transporte público sobre o percentual de aumento, e os ônibus já começaram a circular normalmente, informou o secretário-geral do Sindicado dos Rodoviários do Distrito Federal, Cláudio Galvão.
 
Segundo Galvão, os empresários aceitaram os percentuais de 10% no salário e 11% no tíquete-alimentação, aprovados hoje (10) em assembleia dos rodoviários. Inicialmente, os rodoviários pediam reajuste salarial de 20% e acréscimos de 30% no tíquete e no plano de saúde. As empresas ofereciam 8,34%.
 
Galvão considerou positivo o movimento de greve iniciado segunda-feira (8). “Foi positivo para a categoria e para o fortalecimento dos trabalhadores”, disse ele. Segundo Galvão, um dos avanços do acordo foi conseguir que os rodoviários afastados por motivo de saúde tenham o plano mantido por dois meses após o início da licença.
 
Mais ced,o a audiência de conciliação entre rodoviários e empresários no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) terminou sem acordo. Uma nova audiência havia sido marcada para sexta-feira (12). 
 
Nos três dias de greve do transporte público, a população do Distrito Federal enfrentou dificuldades para sair de casa. A maioria teve de recorrer aos ônibus, micro-ônibus e vans piratas que circularam pelas diversas regiões da cidade.
 
Durante a paralisação, o metrô colocou o número máximo de trens em circulação nos horários de pico e o trânsito foi intenso nas vias do Distrito Federal.

Fonte: Da redação (publicobrasil.com.br), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia