Playspot chega ao mercado de games mobile com 4 títulos

  • O jogo possibilita jogar contra jogadores de verdade e em tempo real e fazer apostas de moeda virtual.
  • Postado dia 15 de Maio de 2015

A Playspot (www.playspot.com.br), publisher de entretenimento online, anuncia o lançamento do selo Playspot Mobile, a sua marca exclusiva para lançamentos de jogos para dispositivos móveis. Com a novidade, os jogadores terão acesso a vários títulos de diferentes gêneros para plataformas móveis, todos gratuitos para jogar e com suporte a compras dentro do aplicativo em microtransações.
 
Todos os jogos da Playspot Mobile serão traduzidos para o português, com suporte, comunidade e toda a qualidade já oferecida aos títulos da Playspot para computadores. “Estamos muito entusiasmados com a possibilidade de atuar nesse mercado, que têm no Brasil um dos seus países mais engajados”, afirma Kang.
 
A entrada da Playspot no segmento de dispositivos móveis vai de encontro a recente pesquisa divulgada pela GSMA. De acordo com o levantamento feito pela entidade, o Brasil estará entre os países com maior penetração de smartphones na América Latina em cinco anos, subindo de 38% atualmente para 72% nesse período. 
Já a pesquisa Game Brasil 2015, que foi apresentada na Campus Party desse ano, relata que 82,8% dos jogadores brasileiros joga no celular. O mesmo estudo indica também que 75% dessas pessoas só fazem downloads gratuitos.
 
Os primeiros jogos da Playspot Mobile são Ascenção de Heróis, Batalha de Monstros, Caçadoras Implacáveis e Chain Poker. Exceto Batalha de Monstros, que será lançado em 23 de março, todos os demais jogos já estão disponíveis para baixar gratuitamente na Play Store, loja de app do Google para dispositivos Android.
 
Veja abaixo mais informações sobre os primeiros títulos da Playspot Mobile:
 
Ascenção de Heróis
Título original: Hero Revolt
Classificação etária da Google Play: todas as idades
Gênero: RPG estratégico
 
Ascensão de Heróisé um jogo de RPG estratégico repleto de calabouços desafiadores tomados por monstros. O objetivo do jogador é controlar um grupo de mercenários e evolui-los enquanto junta ouro para pagar a dívida que foi injustamente deixada para a sua guilda. Os heróis podem ser personalizados com diferentes equipamentos e skills e até combinar habilidades especiais. É possível também recrutar até 10 tipos diferentes de aliados mercenários. O multiplayer PvP oferece um ranking com recompensas aos melhores heróis e batalhas com até 9 jogadores por equipe. 
 
Batalha de Monstros
Título original: Battle Monster
Classificação etária da Google Play: acima de 12 anos
Gênero: RPG (mesmo estilo dos jogos de Pokémon)
 
Batalha de Monstros é um jogo de RPG com batalhas PvP que desafia até 50 jogadores simultâneos a capturar e evoluir suas criaturas. É possível treinar centenas tipos de monstros e formar clãs de até 50 jogadores simultâneos para combater chefes incríveis e desafiadores.
 
Além disso, o jogo conta com um sistema de troca e evolução dos monstros e um ranking semanal com recompensas para os melhores jogadores.
 
Caçadoras implacáveis
Título original: Hunting Girls
Classificação etária: acima de 15 anos
Gênero: Luta
 
Jogo de luta com gráficos 3D, Caçadoras Implacáveis promove partidas dinâmicas de até dois minutos entre lutadoras e mais de 75 monstros para combater. Além de contar com diferentes níveis de dificuldade, o jogo é muito focado em players dedicados e requer habilidade e muito treinamento para adquirir novos poderes e personalizar suas lutadoras através de amuletos.
 
Chain Poker
Título original: Pincola Casino
Classificação etária da Google Play: acima de 17 anos
Gênero: Puzzle com cartas
Chain Poker é jogo de puzzle com elementos de pôquer. O jogador deve escolher as cartas da mão em um tabuleiro de até cinco jogadores por time, sendo que as cartas escolhidas precisam estar adjacentes. Com essas cartas, o jogador precisa fazer a melhor ‘mão’, com o mesmo sistema de pontuação já conhecido do pôquer.
 
O jogo possibilita jogar contra jogadores de verdade e em tempo real e fazer apostas de moeda virtual.

Fonte: Da redação (publicobrasil.com.br), com Sing Comunicação.

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia