Mês da Consciência Negra - Festa de encerramento teve distribuição de mais de 500 pratos de feijoada

  • Postado dia 30 de Novembro de 2014

A festa de encerramento do Mês da Consciência Negra teve a distribuição gratuita de mais de 500 pratos de feijoada no Terreirão do Samba, no centro da cidade, que fica ao lado do Monumento Zumbi dos Palmares, na Avenida Presidente Vargas. Por volta de 14h30, já haviam sido distribuídos 500 pratos, mas a comida ainda estava sendo servida.
 
O evento Valeu Zumbi é uma promoção da RioTur e da Associação dos Barraqueiros do Terreirão do Samba. O produtor cultural Sérgio Lopes, um dos organizadores da festa, lembra que o ponto alto das comemorações ocorreu no dia 20 de novembro, mas outros eventos ocorreram durante todo o mês, culminando na primeira grande celebração da consciência negra no Terreirão do Samba.
 
“Não se fazia evento aqui no Terreirão do Samba com relação a essa parte da cultura da gente e esse ano foi feito. A Riotur, junto com a Associação dos Barraqueiros, teve essa sensibilidade. Para nós já é um sucesso, esse é o primeiro grande evento com relação à consciência negra aqui nesse espaço popular, na frente do Monumento a Zumbi, nada é por coincidência, é mais um motivo para a gente homenagear Zumbi, o verdadeiro herói brasileiro”.
 
Moradora de Santa Teresa, no centro do Rio, a operadora de telemarketing Ariana Felipe, diz que comparece a todos os eventos no Terreirão e considera importante as atividades para homenagear Zumbi e envolver a população.
 
“Está muito bom, tinha de ter sempre. Eu acho muito importante, porque a gente precisa de atividades para a comunidade, essa parte do centro é muito carente de atividades. Muita gente não sabe que o evento é da consciência negra, mas eu acompanhei tudo na internet, acho muito importante, é um direito nosso. É bom lutar não só por isso, mas por todos os nossos direitos, como escola, estudo, tem que lutar mesmo, é um resgate da nossa cultura e da nossa história”.
 
O evento Valeu Zumbi teve shows gratuitos durante o fim de semana e reuniu cerca de 1.500 pessoas na sexta-feira e mil no sábado. Hoje (30), a festa vai até 19h, com cama elástica para as crianças, apresentação da Velha Guarda da Vila Isabel, roda de samba com Marquinhos de Oswaldo Cruz, Tia Surica, Noca da Portela e Luiza Dionísio e o encerramento com a bateria da Estação Primeira de Mangueira.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia