Combate à corrupção na América Latina e no Caribe é tema central da XXIV Assembleia-geral da Olacefs

  • Postado dia 26 de Novembro de 2014

A XXIV assembleia-geral da Organização Latino-americana e do Caribe de Entidades Fiscalizadoras Superiores (Olacefs), cujo início foi ontem (25) na cidade de Cusco, Peru, tem como tema central o combate à corrupção na América Latina e no Caribe.
 
Durante a abertura, o ministro Augusto Nardes, presidente do TCU e da Olacefs, defendeu a integração e a cooperação na busca por bons mecanismos de governança como forma de promover o combate à corrupção, o desenvolvimento nacional e a qualidade de vida dos cidadãos.
 
Como exemplo de ações de cooperação, Nardes citou a realização de auditorias coordenadas, que começaram na América Latina e hoje já são reconhecidas internacionalmente. O presidente falou também sobre a implementação de uma rede latino-americana e do Caribe de combate à corrupção, que será discutida durante a assembleia. “Essas iniciativas mostram que a América Latina tem capacidade de mostrar a todos os países que essa união é necessária, não apenas para o desenvolvimento de nossa região, mas de todo o mundo.”
 
O presidente do Peru, Ollanta Humala, reforçou a necessidade de traçar estratégias efetivas para o combate à corrupção. Segundo Humala, a corrupção tem crescido sistematicamente nos últimos anos e tem tido efeitos devastadores no desenvolvimento social, político e econômico dos países da América Latina e do Caribe. “Com a corrupção, os estados perdem recursos que deveriam ser destinados a melhorar as condições de vida dos cidadãos, principalmente os mais necessitados”, disse.
 
Após a cerimônia de abertura, foi realizado painel com especialistas para debater ações de governança e de luta contra a corrupção. Também foi discutida a implementação da Rede Latino-americana de Combate à Corrupção (RLACC), cuja proposta é unir redes de instituições públicas já existentes em diversos países da América Latina e do Caribe em uma grande rede para fortalecer os mecanismos de combate à corrupção na região.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TCU

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia