Feira estimula estudantes a definir perfil vocacional

  • Postado dia 30 de Outubro de 2014

Brasília está recebendo a terceira edição da Feira Capital Estudante. O evento é referência para estudantes do Distrito Federal (DF) e ocorre na área externa do Patio Brasil Shopping, na região central da Capital Federal, e vai até sexta-feira (31). O objetivo da feira é estimular o aprendizado e o desenvolvimento dos estudantes. Além disso, oferece oportunidades de planejamento e aprimoramento profissional. Ela está aberta das 9h às 20h.
 
Cecilia Rocha Esteves de Andrade, de 18, estuda no Colégio Santa Teresinha, Taguatinga, cidade do DF, e pela primeira vez frequenta a feira. Ela sonha em ser médica. “Sempre foi o que eu quis. Quando cheguei aqui, na feira, já quis ir logo onde falavam de medicina, para eu ter mais uma noção e ter certeza mesmo. Encontrei stands que me ajudaram. Queria saber sobre a duração do curso. Quero estudar na UnB [Universidade de Brasília], mas eu vi que aqui tem outras faculdades bem comprometidas”, disse.
 
Laura Gonçalves, de 18 anos, também mora em Taguatinga. Ela é estudante e já decidiu o que vai seguir. “Vou fazer arquitetura e urbanismo. Eu gosto de desenhar, gosto de matemática, então vou juntar o útil ao agradável. Muitos optam por concursos e esquece da formação, de fazer um curso superior e buscar conhecimento”, disse.
 
Ao contrário de Laura, o estudante Rodrigo Dias Gomes, de 17 anos, disse que objetiva de imediato fazer um concurso. “Pretendo primeiro passar em um concurso, depois fazer faculdade para focar em outro concurso. Eu tinha vontade de fazer educação física, gosto bastante de esportes, mas Brasília é a sede dos concursos”. Explicou.
 
Para Tatiana Pontes, professora do curso de terapia ocupacional da UnB, a feira é importante para os alunos, nesse momento de escolha da vida profissional. “Nesse momento de dúvida, em relação às escolhas profissionais, é interessante eles terem conhecimento de uma ampla variedade, de um leque maior de opções, e a feira presta muito bem esse papel de oferecer opções e possibilitar que o aluno conheça o que existe de espaço de serviço de educação. O jovem hoje tem infinitas oportunidades. Hoje eles têm acesso  a várias oportunidades de educação.”
 
Este ano a Feira Capital Estudante traz 50 expositores, entre eles, universidades privadas e públicas do DF, empresas e centros preparatórios para concursos públicos, embaixadas, instituições de ensino, cursos de idiomas, livrarias e editoras e cursos técnicos profissionalizantes.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia