Ministério da Cultura vai investir no setor audiovisual da CPLP

  • Postado dia 30 de Outubro de 2014

O Ministério da Cultura (MinC) vai investir no setor audiovisual da Comunidade dos Países de Língua Portuguessa (CPLP). Segundo a secretária executiva do ministério, Ana Cristina Wanzeler, os recursos serão usados em três ações: DOCTV, FICTV e Nossa Língua. A secretária representou a ministra da Cultura, Marta Suplicy, nessa quarta-feira (29) à noite, na entrega do Prêmio Camões ao escritor, poeta e historiador Alberto da Costa e Silva, no auditório da Fundação Biblioteca Nacional, no centro do Rio. Ela anunciou a concessão de premiação em dinheiro aos países-membros da CPLP.
 
Ana Cristina Wanzeler leu o texto com que Marta Suplicy abriria a cerimônia. A ministra lembrou que no ano que vem serão celebrados os 40 anos de independência de diversos países africanos e que em 2016 serão comemorados 20 anos de criação da CPLP. "O programa vai permitir a retomada da pauta do audiovisual dentro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa", destacou a mensagem.
 
De acordo com o MinC, o Brasil e Portugal se comprometeram a aplicar o equivalente a R$ 10 milhões, sendo que governo brasileiro, por meio de gestões da Secretaria do Audiovisual e da Agência Nacional de Cinema vai liberar R$ 7 milhões para o programa no biênio 2015/2016.
 
O DOCTV CPLP vai ser um documentário de 26 minutos em cada um dos países da comunidade lusófona. O FICTV , programa de fomento ao deseolvolvimento , produção e teledifusão de obras de ficção da CPLP, vai selecionadr projetos dos países integrantes para um telefilme de 52 minutos. O Nossa Língua vai organizar uma faixa de programação semanal de 60 minutos determinada para a exibição de documentários de origem dos países da CPLP.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia