Caymmi 100 Anos - Exposição sobre centenário de Dorival Caymmi chega a Brasília

  • Postado dia 28 de Outubro de 2014

O Museu dos Correios abriu hoje (28), em Brasília, a exposição Caymmi 100 Anos, que poderá ser visitada até o dia 4 de janeiro.
 
A mostra, que já passou por São Paulo, celebra o centenário de nascimento do cantor e compositor baiano Dorival Caymmi, é dividida em quatro partes: Linha do Tempo, Música, Vida Familiar e Rádio. Na primeira, o filho de Caimmy, Danilo, que também é compositor, e a neta Stella, idealizadora da exposição, falam sobre a vida e as obras do cantor em um bate-papo com música.
 
"Nada mais importante do que fazer isso na abertura da exposição, porque quem vem já entra no clima”, diz Stella.
 
Dorival Caymmi nasceu em Salvador, no dia 30 de abril de 1914. Em 60 anos de carreira, gravou 20 discos e teve inúmeras composições gravadas por outros intérpretes. Entre seus maiores sucessos, estão O que É Que a Baiana Tem?, Modinha para Gabriela, Samba da Minha Terra e Samba da Bahia. O compositor morreu no Rio, onde vivia, no dia 16 de agosto de 2008.
 
Para Stella, que passou os últimos 25 anos escrevendo sobre Caymmi, a mostra é a materialização de um sonho. ”O principal aqui é mergulhar na obra de Caymmi, mergulhar na imagética dele, nos temas. Caymmi emoldura o folclore e registra a vida dele, registra a época dele musicalmente, pelas letras e pelos ritmos. As músicas são chamadas postais, porque existe visualidade na música. E, em uma exposição, [isso] fica abundante.”
 
De acordo com Stella, a exposição chama a atenção pelas vertentes de Caymmi, pelas imagens que ele constrói. “As músicas dele não são abstratas, são vivas. Tem quatro vertentes principais: as praieiras, em que aparecem a jangada e toda a mitologia praieira, com a Iemanjá, tem as pinturas ligadas ao mar; os postais da Bahia; as músicas que descrevem a Bahia, sua culinária, como O que É que a Baiana tem?, a arquitetura da música Você já Foi à Bahia?, em que ele fala da capoeira; e as mulheres”, completou Stella.
 
O Museu dos Correios fica no Setor Comercial Sul, área central de Brasília. A entrada é gratuita e a mostra pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia