Exposição interativa conta a história da roda e seus impactos na sociedade

  • Postado dia 15 de Outubro de 2014

Uma exposição interativa gratuita, organizada pela Gerência de Educação do Serviço Social do Comércio do Rio de Janeiro (Sesc-RJ), vai contar a história da roda, a partir de amanhã  (16), na Quinta da Boa Vista, zona norte do Rio, dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Logo na entrada da exposição, o público tomará conhecimento de como surgiu a roda,  desde a sua invenção até a Revolução Industrial. A bióloga Rejane Nóbrega, técnica da área de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Sesc-RJ,  que desenvolveu todo o conceito da exposição,  disse que a roda teve um impacto grande na sociedade, desde os seus primórdios.
 
A exposição  mostra aos visitantes, por meio de experimentos ligados à física e à robótica,  todas as tecnologias que utilizaram a roda para desenvolver equipamentos, máquinas, entre os quais o relógio. “Nessa linha do tempo, as pessoas podem conhecer os impactos que a roda teve, os efeitos na sociedade e sua aplicação para o desenvolvimento social, que é o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano”.
 
Serão exibidas reproduções de rodas antigas, algumas usadas há  3,5 mil anos antes de Cristo.  Também foram elaborados cerca de 30 experimentos. Estarão expostos brinquedos de roldana de peso, relógios, máquinas para desenhar feitas com rodas, robôs movidos a energia solar, por exemplo.
 
Rejane chamou a atenção para as bicicletas de roda quadrada. “A gente vai falar muito também sobre a mobilidade urbana, as cidades sustentáveis, as soluções que a gente já tem para pensar em cidades mais saudáveis, em função da mobilidade urbana, cujos veículos são um impacto que veio com a invenção da roda”.
 
Uma espécie de autorama, montado em uma bancada robótica, apresentará miniaturas de carros de vários tipos e épocas, com as quais os visitantes de todas as idades poderão se divertir. Outro módulo  trata dos resíduos, incluindo a questão ambiental dos pneus. “Vamos ter várias mostras do que hoje é feito com isso, as possibilidades de reaproveitamento desse material”.
 
Rejane disse que essa é a primeira vez que a exposição está sendo montada. Ela ficará aberta até o dia 19, das 9h às 17h, sendo que a partir de 2015, ela vai percorrer todas as unidades do Sesc no estado do Rio de Janeiro. Rejane disse que, por meio do Programa Ciência, do Sesc Nacional, a exposição poderá ganhar itinerância e ser levada depois a todo o Brasil.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência Brasil

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia