Indígenas podem concorrer a bolsas de estudos em faculdade São Lucas

  • Postado dia 26 de Setembro de 2014

MPF/RO: Após termo de cooperação firmado com o MPF, faculdade São Lucas oferece bolsas integrais a indígenas. As inscrições já estão abertas para os cursos que se iniciam em 2015
As inscrições para o 1º processo seletivo de 2015 da faculdade São Lucas iniciaram-se em 1º de setembro e seguem até 10 de outubro. Entre as vagas oferecidas estão cinco reservadas a indígenas, com bolsas integrais, e os interessados podem se inscrever pelo sitewww.saolucas.edu.br/vestibular ou na sede da Faculdade São Lucas das 8h às 19h30. Os candidatos indígenas pertencentes a etnias de Rondônia não precisam pagar a taxa de inscrição do vestibular.
 
Nesse vestibular, a faculdade oferece os cursos de Fonoaudiologia, Odontologia, Enfermagem (bacharelado), Biomedicina, Fisioterapia, Direito, Ciências Biológicas (licenciatura e bacharelado), Nutrição, Administração e Ciências Contábeis.
 
As vagas reservadas e o incentivo por meio de bolsas integrais fazem parte de um termo de cooperação entre o Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) e a Faculdade São Lucas, no qual a faculdade se comprometeu a oferecer, a cada ano, cinco bolsas integrais a indígenas, até o total de 25 vagas.
 
Neste ano, já foram oferecidas as cinco primeiras vagas e agora mais cinco vagas são oferecidas no novo processo seletivo para os cursos que se iniciam em 2015.
 
Para conseguir uma das cinco vagas, os indígenas precisam fazer o vestibular e os candidatos deverão atingir o índice de aprovação estipulado no edital do processo seletivo. A diferença, nesse processo seletivo, é que a concorrência ocorre somente entre indígenas.
 
Na seleção, os candidatos com notas mais altas em cada curso conseguirão a vaga até o limite de cinco cursos. Se não forem preenchidos os cinco cursos, abre-se a possibilidade do candidato com a segunda melhor nota conseguir a vaga. 
 
O procurador da República Leonardo Sampaio ressalta a importância de que os indígenas tenham acesso à educação superior para que possam contribuir cada vez mais com suas comunidades e, por isso, o acordo entre o MPF e a faculdade é uma importante iniciativa na busca por melhorias nas condições de vida dos povos indígenas.
Clique abaixo e veja mais detalhes no edital:


Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com PGR

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia