‘Oficina de Pais e Filhos’ é instalada na Comarca de Palmital

  • Postado dia 22 de Agosto de 2014

O município de Palmital, com pouco mais de 22 mil habitantes e localizado na divisa com o Paraná, conta com um Judiciário que tem atendido a população com eficácia. A comarca tem duas varas cumulativas, um juizado especial cível e um Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). Além das típicas atividades judiciárias, a Justiça local também tem empreendido esforços para promover paz social no seio das famílias.
         
Um exemplo dessa conduta foi a primeira edição da Oficina de Pais e Filhos, realizada em 29 de julho, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, nas dependências da Escola Horácio da Silva Leite. Nesse encontro, foram atendidas 20 famílias e cinco crianças, que acompanharam orientações de servidores do setor técnico psicossocial, advogados e profissionais ligados a instituições com atuação junto a famílias, crianças e adolescentes.
         
Os participantes avaliaram os trabalhos positivamente, com depoimentos emocionados e autoavaliativos que indicaram a perspectiva de mudança de atitude dos pais em relação aos filhos.
         
A cerimônia de implantação da Oficina na comarca ocorreu em maio, nas dependências do fórum. Na ocasião, o juiz Leonardo Valente Barreiros apresentou o projeto e informou que a proposta do trabalho seria voltada à realidade do município.
         
O projeto da ‘Oficina de Pais e Filhos’, inspirado em trabalho desenvolvido pela magistrada paulista Vanessa Aufiero da Rocha, é direcionado a pais, mães e filhos que enfrentam a desestruturação do núcleo familiar, como a ocorrência de divórcio ou de dissolução da união estável. Oferece-se atendimento a casais e um espaço para reorganização dos familiares, que ganham a oportunidade de expressar seus sentimentos e retrabalhar expectativas em relação uns aos outros.

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TJSP

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia