Atividades clínico-laboratoriais podem ser exercidas por biólogos

  • Postado dia 13 de Agosto de 2014

A 7.ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região negou provimento ao recurso do Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRFBA) contra sentença da Vara de Campo Formoso/BA, que negou ao CRF, em ação civil pública, o direito de proibir os biólogos de exercer sua profissão em laboratórios de análises clínicas.
 
 
O CRFBA não concordou com a determinação do juiz de primeira instância e recorreu ao TRF1, alegando que a formação dos profissionais de biologia é acadêmica, o que significa falta de conhecimento para desempenhar técnicas em laboratório. “Não há como chancelar juridicidade ao exercício das análises clínico-laboratoriais por biólogos, posto que estes têm formação voltada para o magistério (…)”, apelou o conselho.
 
 
O relator, desembargador federal Reynaldo Fonseca, ressaltou que não há motivo para vedar as atividades dos biólogos em laboratório, sendo que a Resolução n.º 12/1993 do Conselho Federal de Biologia permite a prática de exames laboratoriais, desde que os profissionais de biologia tenham cursado as disciplinas: anatomia humana, biofísica, bioquímica, citologia, fisiologia humana, histologia, imunologia, microbiologia e parasitologia.
 
 
O magistrado citou, ainda, a jurisprudência deste Tribunal. “As atividades de análises clínicas também podem ser desempenhadas por biólogos, nos termos da Lei n. 6.684/1979, regulamentada pela Resolução n. 12/2003 do Conselho Federal de Biologia (…) (AMS 2007.36.00.000006-6 / MT, Desembargador Federal Daniel Paes Ribeiro, 09/05/2011 e-DJF1 P. 072)”, destacou o desembargador.
 
A decisão foi acompanhada à unanimidade pelos demais desembargadores da 7.ª Turma.
Processo nº: 200733020002143

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TRF1

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia