Seminário aborda demandas psicológicas e psiquiátricas nas instituições de acolhimento

  • Postado dia 07 de Agosto de 2014

A Escola Paulista da Magistratura (EPM) e a Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de São Paulo promoveram hoje (7), na Sala do Servidor, o seminário Demandas Psicológicas e Psiquiátricas nas Instituições de Acolhimento. O evento reuniu magistrados, servidores, advogados, assistentes sociais, psicólogos e integrantes das secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social no fórum João Mendes Júnior.
        
 
A palestrante Gisele Oliveira Mattos, psicoterapeuta infantil e psiquiatra, falou sobre a criança e o papel da família em seu desenvolvimento. “A família é o centro de socialização de seus membros. Transmite a internalização de valores e acaba se tornando o elo da criança com a sociedade. Por isso, é muito importante fornecer um círculo de afeição, força, tolerância e segurança para que a criança se desenvolva.”
        
 
Gisele também explicou que todas as situações de vulnerabilidade social geram uma privação e, para mostrar como esses mecanismos podem interferir na personalidade de uma criança ou de um adolescente, definiu o papel das instituições de acolhimento nesse cenário. “É preciso ter uma visão multidisciplinar e interinstitucional para evitar que o abrigamento se torne um período de incerteza para a criança. O desafio é fornecer um ambiente estável, forte e criativo, com profissionais treinados para reconhecer a necessidade de abordagem especializada (com psicólogos e psiquiatras), e ter acesso a serviços de saúde que proporcionem um desenvolvimento saudável”, concluiu.
        
 
O coordenador da CIJ, desembargador Eduardo Cortez de Freitas Gouvêa, e o juiz Luís Geraldo Sant'Ana Lanfredi, integrante da Câmara Especial, também participaram da mesa dos trabalhos. O seminário reuniu 200 pessoas na Sala do Servidor e foi transmitido para outros 600 participantes no interior do Estado, por meio do sistema de ensino a distância (EAD).

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TJSP

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia