Professora do CCJ da UFPB, Flavianne Fernanda Bitencourt Nóbrega, tem trabalho de pesquisa premiado

  • Postado dia 19 de Setembro de 2013

 A pesquisa premiada foi apresentada na XVII Conferência Anual da Associação Latino-Americana e Ibérica de Direito e Economia, no Rio de Janeiro 

A Associação Latino-Americana e Ibérica de Direito e Economia (ALACDE) concedeu à professora da UFPB Flavianne Fernanda Bitencourt Nóbrega o prêmio “Robert Cooter ALACDE Award for Scholarships on Law and Economics”, distinção dada pelo comitê científico internacional pela inovação e contribuição acadêmica do trabalho de pesquisa desenvolvido na área de Análise Econômica do Direito.

 

A pesquisa premiada foi apresentada na XVII Conferência Anual da ALACDE, no Rio de Janeiro, em junho, no painel de contratos com o título “Contract enforcement and judicial activism: the law and economics analysis of the good faith general clause and the problema of legal transplant”.

 

Participaram da cerimônia de entrega da premiação: Ellen Gracie, Ministra do Supremo Tribunal Federal (2000-2011); Lúcia Léa, Procuradora Geral do Estado do Rio de Janeiro; professora Flávia Santinoni Vera, atual Presidente da ALACDE; professor Hugo Acciarri, novo Presidente da ALACDE (2014-2015); além das referências internacionais em Law and Economics , professores Robert Cooter, Edgardo Buscaglia, Rachel Sztajn e Andreas Roamer. 

 

O trabalho de pesquisa premiado integra o Projeto Institucional de Iniciação Científica, coordenado pela professora Flavianne e aprovado pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UFPB, de título:  “Análise Econômica das Regras e Princípios: como o Direito pode incentivar a cooperação e inibir o comportamento oportunista”. Neste projeto de pesquisa, estudantes do curso de Direito têm a oportunidade de conhecer a riqueza dos instrumentos metodológicos da economia para desenvolver análises sofisticadas sobre o funcionamento das instituições, investigando os efeitos das decisões jurídicas a partir do estudo de jogos cooperativos e não-cooperativos.  

 

Para os estudos comparados, a professora contou com o apoio do DAAD e da Bucerius Law School de Hamburg; além da orientação do professor Hans-Bernd Schäfer, pioneiro das pesquisas em Law and Economics na Europa e presidente da Associação Europeia de Direito e Economia (2004-2007).

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com Agência de Notícias da UFPB

Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro

Indique a um amigo     Imprimir notícia